8 Dicas para Cortar Custos nas Pequenas Empresas

Todos os empresários têm em mente a necessidade de estarem sempre cortando custos em suas empresas. Isto ocorre pela necessidade de serem sempre eficazes com o menor custo operacional possível. As pequenas empresas costumam manter-se com baixos custos até o inicio da expansão de seus negócios. Devido a falta de planejamento para o crescimento, que pode inchar muito seus custos operacionais e consequentemente diminuir sua lucratividade.

Então, neste artigo vou trazer algumas dicas para as pequenas empresa manterem seus custos baixos:

1 – Mantenha a folha de pagamentos o mais enxuta possível: Mesmo com o crescimento, você deve pensar bem se vai ou não contratar um novo funcionário, uma vez que o custo fixo representado por ele é muito alto e gera ainda um grande passivo trabalhista no longo prazo. Às vezes, pagar hora extra ou trabalhar um pouco mais seja melhor.

2 – Tente terceirizar o que não for sua competência: Sua empresa possui uma competência essencial, ou seja, aquilo que é o real negócio dela, isto você nunca deve ser terceirizado. Porém, tudo aquilo que estiver fora de sua competência é talvez seja interessante estudar a terceirização.

3 – Estude comprar equipamentos de segunda mão: Acredite, você pode encontrar muitas tecnologias e capital produtivo em ótimo estado por ótimos preços se pesquisar bem. Nem sempre é viável para a empresa a compra de um ativo pelo preço de mercado. Por exemplo, será que sua empresa realmente precisa daquele furgão novo? Talvez um seminovo que custa até 70% do valor pode suprir sua necessidade da mesma forma. Já pensou nisso?

4 – Chore por prazos melhores sempre: Os prazos mandam em seu negócio. Se seus clientes te pagam com 30 dias, não aceite menos do que isto dos seus fornecedores, quanto menos financiar seus clientes, melhor será para seus negócios.

5 – Cobre juros: Caso não consiga deixar de financiar seus clientes, então não faça isto de graça, cobre juros. Seu dinheiro não pode ficar em sua organização sem conseguir gerar receita.

6 – Faça cotações: Faça cotações sempre que for adquirir algum bem ou serviço para sua empresa, por menor que seja a diferença, no longo prazo ela significará dinheiro.

7 – Mantenha a informação acessível: Quanto menor o tempo gasto por seus funcionários para procurar uma informação, maior o tempo dele para fazer outras tarefas e melhorar a produtividade. Lembre-se sempre: Tempo é dinheiro!

8 – A Web 2.0 pode ajudá-lo: Existe uma infinidade de sites que oferecem uma gama de produtos a baixo custo ou mesmo gratuitos para sua empresa, isto possibilita uma grande economia na compra de licenças. Além de ajudar na divulgação de sua empresa.

Data de Publicação: 11/10/2011