Como a crise pode ser...

...boa para o seu negócio


Por Marcos Minini

Muito se fala sobre crise ultimamente. Os otimistas (ou, diria até, visionários) têm visto nela uma oportunidade para o fortalecimento do desempenho das empresas e dos profissionais que são realmente especializados e competentes. A economia instável acaba fazendo, assim, com que as decisões corporativas sejam muito mais calculadas – logo, mais assertivas.

Os profissionais mais competentes e as melhores empresas ousam, pensam em fatores diferenciais para, em momentos de crise (ou mesmo antes de ela eclodir), ter estrutura sólida. Mas, para que haja essa ousadia, são necessárias coragem e autoconfiança. Saber utilizar a crise nacional como propulsora para seus negócios é sinônimo de inovação e proatividade. Algumas empresas apostam em ramificações de suas atividades para tentar driblar a baixa procura de alguns de seus serviços. Mas lanço a questão: será essa uma decisão inteligente?

Empresas com perfil ousado sabem que manter um low profile é a pior, a mais arriscada das estratégias. Afinal de contas, quem quer liderar deve levantar as mãos, enquanto os outros, acuados, as mantêm nos bolsos. Investir bem, desse modo, é bastante diferente de gastar; muitas vezes, é até economizar.

O trabalho especializado ainda é a decisão mais coerente, não apenas em momentos de economia enfraquecida. Essa forma de atuar permite uma imersão maior na atividade desenvolvida e possibilita, inclusive, a personalização e a customização de sua execução. Dessa forma, a empresa pode se destacar pela qualidade e encantar o seu cliente. A dedicação focada em determinado projeto pode gerar resultados acima da média e fazer com que a empresa ganhe destaque, o que resultará em novos negócios.

No contexto atual, as empresas necessitam resgatar e evidenciar os seus diferenciais, suas “almas”. O pensamento especializado em branding ajuda as empresas a focar no que sabem fazer de melhor, nem que para isso tenham de se reinventar. Como disse algum filósofo das ruas, “não se pode fazer um omelete sem que se quebrem os ovos”.



*Marcos Minini é designer e sócio da Aurora Branding.

Data de Publicação: 13/11/2015